Testei: Batata Frita para Forno #McCain

~ ~

Estou com uma lista de coisas que já testei nos últimos meses, mas por conta dos imprevistos da vida pessoal fui deixando de lado. E, claro, que nada melhor para voltar com a Coluna Testei do que falar de batata frita, não é mesmo? Acho difícil encontrar alguém no mundo que não goste dela, a não ser que seja alérgico, mas é difícil mesmo.

Eu, confesso, sou uma viciada em batatas fritas e óbvio que com o passar dos anos e o avanço tecnológico a boa e velha “batata frita da vovó” cortadinha com aquelas faquinhas especais para legumes ficaram no passado. A geração de comidas congeladas invadiu de vez os supermercados, nossas geladeiras e nossas refeições.

No mercado existem diversas marcas que vendo batatas cortadas em tiras congeladas para que sua vida fique mais prática e você economize tempo na cozinha. Aqui em casa viramos fãs dessas delícias prontas para o uso e nas últimas compras rodando o corredor dos congelados, eis que eu e minha mãe nos deparamos com uma surpresa: batata “frita” para forno.

A marca responsável é a McCain que também possui em sua linha de produtos a batata cortada e congelada para fritura. Nessa versão eles além de cortarem a batata para você também já fritaram. Depois de frita a batata é congelada e você na praticidade de sua casa é só colocar numa forma e ligar e o forno. Pronto! Em 20 minutinhos está pronta. Sem sujeira de fritura, nem excesso de gordura, nada disso. Batata frita sequinha pra todo mundo comer.


Curiosa como sou comprei um saco da tal batata. Quando cheguei em casa fiz a metade do saco. Eles dizem que para fazer toda a quantidade o bom é deixar uns 20 minutos e reduzir o tempo conforme a quantidade. Eu coloquei 15, mesmo colocando a metade.

Não posso dizer que fica realmente como uma “batata frita”, daqueles mergulhadas em óleo quente e salgadinhas, mas é gostosinha de comer também e para quem está evitando frituras na alimentação é uma maravilha. Ela não fica com a crocância esperada, mesmo que na embalagem diga para tiramos só quando “ficar crocante”. Se eu deixasse mais tempo com certeza iria ficar dura demais ou queimar. Mas valeu a experiência.

O pacote custou R$ 4,99, apenas um real a mais do que pagamos pela tradicional. O rendimento não foi o que eu esperei acabou logo. Porém acho que a McCain deveria fazer essas batatas em versão menor. Afinal, vale pensar nos solteirões que moram sozinhos de plantão, um sacão daqueles de batata é muita coisa. Se a versão para fritura possui embalagens com quantidades menores, porque a versão para forno também não tem?

Eu aprovei.




Inscreva-se para receber atualizações!




Compartilhe esse Post!

2 comentários:

  1. Já comi e odiei. Ela fica seca sem gosto :/ https://www.facebook.com/MundoEsmaltistico

    ResponderExcluir

Leia as regras:
Os comentários deste blog são moderados.
Use sua conta do Google ou OpenID.

Não serão aprovados comentários:
* com ofensas, palavrões ou ameaças;
* que não sejam relacionados ao tema do post
* com pedidos de parceria;
* com excesso de miguxês CAIXA ALTA, mimimis ou erros grosseiros de ortografia;
* sem e-mails para resposta ou perfis desbloqueados;
* citar nome de terceiros em relação à apologias, crimes ou afirmações parecidas;
* com SPAM ou propaganda de blogs.

Importante:
* Diferença de opinião? Me envie um e-mail e vamos conversar educadamente.
* Parceria somente por e-mail.
* Dúvidas? consulte o Google!

Obrigada por sua visita e comentário. Volte sempre!
OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog e de sua autora.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML