Perdi o interesse sexual, e agora?

~ ~

Você conhece aquele carinha perfeito. Saídas, baladas, barzinhos, motel, tudo as mil maravilhas. Os beijos são mais longos, os abraços mais demorados, andar de mãos dadas é a coisa mais gostosa do relacionamento, mas eis que o tempo passa e a rotina se apodera da relação. O tempo dos abraços diminuem, os sorrisos já são aqueles meio sem graça, os beijos acalorados viram bitocas desligadas e o sexo... Ah! Isso vira segundo plano.

Qual mulher não gostaria de sentir o corpo inteiro pulsar, coração acelerar e o suor escorrer pelas mãos de ansiedade quando se aproxima do amado como se fosse a primeira vez? A rotina quando chega consegue levar para longe o mais lindo romance e sentir tesão como no início do namoro já é coisa do passado. Na maioria das vezes isso não é sinônimo de que você deixou de amar aquela pessoa, mas simplesmente que deixou o dia-a-dia se apoderar o romance inicial.

Todas lembramos de nossa 'primeira vez'. Ela é inesquecível e única, não existem duas ou três 'primeira vez', ela só acontece uma vez. Seja boa ou ruim é um fato marcante para toda a vida. E tentar voltar no passado não é viável e o desgaste da rotina, leva sim, para bem longe o desejo do início dos relacionamentos.


As causas são as mais variadas possíveis. Seja porque casou e deixou as obrigações da casa e da família tomarem o lugar do romantismo. Ou talvez porque o estresse do dia-a-dia modificar seu corpo e ele não é mais como o namoradão (ou maridão) conheceram. Ou porque você engordou demais, emagreceu demais, etc. Os motivos são os mais diversos, desculpas nunca irão faltar para 'explicar' o porque do afastamento, mas fingir que isso não acontece só piora a situação.

Passei por isso no meu último relacionamento. Não sentia mais vontade de beijá-lo, tocá-lo, abraça-lo e muito menos fazer amor com ele. O sexo não me fazia falta. Não tinha tesão. Foram milhares de coisas ocorrendo ao mesmo tempo: meu desemprego, minha gravidez, o aborto espontâneo, a cobrança de 'estar presente' (mesmo querendo estar ausente de tudo), etc. Tudo isso e mais um pouco foi me afastando do meu relacionamento amoroso. Que no final já não tinha mais nada de atitudes amorosas.

Ele jurava que entendia, mas no fundo se incomodava com minha distância. Eu me sentia mal por não sentir desejo e me obrigava a fazer coisas que não me faziam bem depois. Tudo isso foi minando o relacionamento que levou as brigas e com isso o final do mesmo. Mas nem todo os relacionamentos estão destinados ao fim só porque o desejo sexual esfriou. Se você realmente acha que a relação está além do sexo e tem motivos reais para acreditar nela, investir na solução desse problema é fundamental para que o fim não se aproxime.

Uma das coisas que devem ser evitadas pelos homens quando as mulheres se mostram ausentes na cama é a mania irritante de assassinar o romance. Não aquele romantizado, dos cinemas, mas o clima de sedução. Parece que quando eles entram na rotina da relação esquecem como é brincar de seduzir, de conquistar, de correr atrás. Acham que as mulheres tem 'obrigação' de ter relações sexuais com eles e ponto final. E não é bem assim. Temos desejos, sonhos, fetiches, como qualquer pessoa normal.


Os parceiros quando perceberem que a mulherada tá distante poderia começar a voltar no tempo em suas atitudes. Levá-las para jantar fora, tomar um drinque, colocar uma música para tocar, criar um clima de sedução no ar e não ir logo para o 'vamos ver'.

Os sexólogos dizem que as mulheres também devem agir para modificar seu pensamento. Assumir que tem fantasias sexuais é saudável. Tentar realizá-las também é um direito feminino. Assistir filmes eróticos sozinha, ler contos sensuais e tentar levar algumas coisas das que lembrar para a cama com o parceiro pode ajudar a mudar a visão do relacionamento frio. Quebre a rotina. Não faça sexo todo dia no mesmo lugar. Mude o ambiente. Se vai a motéis, usem diferente dos habituais. Permita-se uma vez ou outra ir às suítes com piscinas e coisas que não tem nos apartamentos comuns.

Varie as posições. Crie histórias para serem vividas na hora da intimidade. Compre uma lingerie nova. Evite usar aquele camisolão velho na hora de dormir, opte por uma mais sensual. Convide o parceiro pelo olhar. Seduza, crie o ambiente para que não só ele se interesse em seduzir você, mas que também te envolva no clima do sexo, assim, com você mais relaxada quem sabe o fogo que apagou possa se reacender no meio das cinzas?





Inscreva-se para receber atualizações!




Compartilhe esse Post!

11 comentários:

  1. Sei que sou suspeita para opinar sobre seus textos, depois de tantos anos de amizade, sabe bem que admiro seu trabalho, a sua pessoa e a forma como escreve. Mesmo assim não posso deixar de dizer: "Muito bom o texto, tem muita coerência e propriedade do assunto".

    Tenho certeza que todo mundo já passou (ou passa) por isso. Principalmente no casamento, quando a vida começa a seguir uma certa rotina e tudo fica praticamente igual.

    Estou com meu marido há 5 anos e há 3 moramos juntos, já passei por essa fase de desinteresse sexual algumas vezes, tanto da minha parte quanto da dele. Não é fácil, achava que o amor tinha acabado, que a relação estava no fim. Mas ainda bem que percebi em tempo que isso é apenas uma fase, se soubermos lidar com a situação.

    Ter paciência e ser criativa é fundamental nessas horas. Passei a usar ainda mais a minha criatividade para seduzi-lo e também na cama. Aos poucos consegui driblar esse desconforto, tornando nossa vida sexual ainda mais ativa, gostosa, divertida e muito quente.

    Sei que ainda virão outras fases e crises como essa, mas hoje posso dizer que sei bem como resolver a situação.

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. É amiga... É bem isso que vc falou, quando ainda existe sentimento além do desejo é mais que viável investir na relação. Eu qdo passei por isso já não sentia mais a mesma coisa pelo meu ex, portanto tentar investir em algo que já não estava bom além do sexo era como se eu desse murro em ponta de faca. Mas vc falou tudo, se o amor vale a pena, vale tudo para recuperar os momentos perdidos!

    ResponderExcluir
  3. Bem, o texto é fantástico e gostei bastante do blog. Vou seguir e gostaria de convidar vc para conhecer meu blog e tomar um chocolate comigo. Quem sabe vc também goste de lá e resolva me seguir...! Seria ótimo.
    Uma semana interessante e feliz pra vc.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana,
    Gostei muito do post e do tema, principlamente a parabenizo pela coragem de dizer que passou por isso...
    Olha eu também às vezes passo por estes momentos em meu casamento...Me sinto muito culpada porque meu esposo é uma pessoa muito carinhosa, boa e que ao meu ver não merece...
    Mas acho que tenho minhas limitações, meus bichos, que tento trata-los com homeopatia... Melhora um pouco,
    Mas eu gostaria realmente de saber o que fazer pra isso não acontecer nem de vez em quando!
    (Já fiz também essas suas sugestões)
    Obrigada pelo texto,
    Beijos e ótima semana

    ResponderExcluir
  5. Aninha...graças a Deus ainda não passei por isso, Fui casada onze anos e também nunca me desinteressei... Achoq ue sou anormal...rsrsrs No meu último relacionamento ele, por outros problemas, é que se distanciou. Se me desinteresso acabo no ato...

    ResponderExcluir
  6. You have a very good blog that the main thing a lot of interesting and useful!hope u go for this site to increase visitor. BTW keep blogging!!

    ResponderExcluir
  7. Lua prometo que neste fim de semana darei uma passada no seu para fuxicar por lá... Vida agitada de mulher moderna é dose né... Que bom que gostou do blog. Volte sempre!

    Andrea, como falei, não se sinta culpada. Isso acontece mais do que pensávamos que ocorria. Seja você mesma, e seja sincera. Se acha que seu casamento vale a pena: INVISTA!!! Beijos! Obrigada pela visita!

    É Jô, mas infelizmente tem mulheres que não sabem sair da relação mesmo que o interesse acaba. Seja porque acha que ainda tem esperança, seja por conta de filhos ou até por dependência financeira. Elas ficam, sofrem e se iludem de que um dia tudo vai mudar. Acho que se o sentimento vale a pena, vale a pena também tentar reacender a paixão... do contrário o melhor é cair fora mesmo.

    Hi Claudia, Thanks for your visit and your comment. I hope to continue in visitors always! Welcome!

    ResponderExcluir
  8. estou passando por isso no meu casamento,a um mês sofri um aborto espontaneo e fiz uma curetagem a 20 dias desde então me sinto estranha não tenho vontade de ter relação com meu marido ele ja fez de tudo mas eu não quero será que deixei de gostar dele ou é porque esta recente não sei o que pensar pode ser medo de engravidar e passar por tudo de novo alguem ai ja passou por isso?

    ResponderExcluir
  9. Oi Luiza... isso aconteceu comigo justamente quando também tive um aborto espontâneo em 2009. Perdi o interesse sexual, mas infelizmente o meu parceiro na época não entendeu. Ele não entendeu que o problema não era com ele e sim comigo. Nossa relação terminou e com isso fui em busca de auxílio. Voltei para a terapia para lidar com o luto da perda e aos poucos meu desejo foi voltando.

    Não tenha vergonha de sentir o que está sentindo, muito menos de pedir ajuda profissional. É uma fase, vai passar e passar por ela com pessoas te ajudando, principalmente que não estejam ligadas à você emocionalmente é melhor. Pense nisso. :)

    Beijos e boa sorte. Você vai conseguir passar por isso...

    ResponderExcluir
  10. Eu estou em um momento de luta, pois acabou o respeito e o romance, mas sei que o amor esta em algum lugar entre nós dois. Tenho 24 e ele 41. O desinteresse vem da minha parte. Motivos de brigas tolas, a perda recente do meu pai, contas e qualquer coisa que pareça motivo para uma nova discussão me afastam cada vez mais da necessidade e do prazer sexual. Eu sei que devo concertar, modificar, renovar toda a relação, pois ainda tenho a esperança e o desejo de sentir os mesmos arrepios que sentia a 2 anos atrás.

    ResponderExcluir
  11. Socorro preciso de ajuda, ja aconteceu 3 vezes de chegar na hora H e não rola, e isso está me deixando cada vez pior , eu tenho certeza do meu amor por ele e do dele por mim mas nosso relacionamento sexual está a beira do abismo, já não sei mas o que fazer pra mim tudo virou uma rotina na qual não estou conseguindo sair, e já não sei mais pra onde apelar , estou aberta a conselhos e ajuda!?

    ResponderExcluir

Leia as regras:
Os comentários deste blog são moderados.
Use sua conta do Google ou OpenID.

Não serão aprovados comentários:
* com ofensas, palavrões ou ameaças;
* que não sejam relacionados ao tema do post
* com pedidos de parceria;
* com excesso de miguxês CAIXA ALTA, mimimis ou erros grosseiros de ortografia;
* sem e-mails para resposta ou perfis desbloqueados;
* citar nome de terceiros em relação à apologias, crimes ou afirmações parecidas;
* com SPAM ou propaganda de blogs.

Importante:
* Diferença de opinião? Me envie um e-mail e vamos conversar educadamente.
* Parceria somente por e-mail.
* Dúvidas? consulte o Google!

Obrigada por sua visita e comentário. Volte sempre!
OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog e de sua autora.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML