Trabalhar ou Realizar?

~ ~
Por Cristina Bueno
ureutina@gmail.com

A capacidade de cada um!

Estive lendo o livro "Aprendendo Inteligência" pelo professor Pierluigi Piazzi, ele traz dicas preciosas aos estudantes empenhados em melhorar a capacidade de retenção do conteúdo assim como desenvolver habilidades que é desconhecido pela sua vivência, algo simples e eficaz, uma das dicas mais importantes está em buscar desafios para sua reduzida capacidade de realização, se você é bom em matemática tente escrever um poema... Difícil? Parece estranho né? Mas não é impossível, com o tempo você é capaz de escrever poemas com a mesma afinidade que tem com matemática.

Com isso levou-me mais uma vez a algo que tenho em mente faz tempão. Sobre trabalhos e profissão. Sobre aceitar ou não o que a vida impôs na sua maneira de ganhar o pão nosso de cada dia.



Porque a profissão tem que ser única até o fim da vida? Se sua profissão não lhe traz prazer qual motivo de não mudar? Não curtiu? Muda mais uma vez até chegar o momento de sentir alegria e prazer naquilo que faz. No inicio era maravilhoso você estava disposto porque eram novos desafios, com o tempo àquela novidade se tornou rotina e não tem mais o mesmo sabor de novidade nem estímulos a capacidade de renovar. Mudar? Por que não?

Um método infalível para saber se tem algo errado, é tentar passar tranquilamente pelo travesseiro. "O momento de mudar de profissão é aquele em que você percebe que levantar todos os dias para trabalhar está cada vez mais difícil e você passa mais tempo pensando no que vai fazer fora da empresa do que no trabalho". Se sua profissão não está lhe dando entusiasmo, não está gerando reconhecimento nem prosperidade com paz interior, é possível que você nunca gostasse realmente dela. Trabalhar só por dinheiro torna-se cansativo rapidamente.

Alguém diz: "qualquer trabalho serve, pois o que importa é levar o dinheiro para casa. Trabalho é só algo que se tem que fazer". O filósofo Confúcio dizia: "encontre o que goste de fazer e nunca mais terá trabalho".



Nome: Teresa
Primeira profissão costureira, vida difícil sofrida e sem ganho suficiente pra manter o equilíbrio financeiro da família. Mudando de profissão vendedora em loja de roupas, melhorou já tinha benefícios do trabalho registrado em carteira. Mas ainda era muito pouco pra suster a família. Teresa ouviu dizer que havia vagas num hospital para faxineira. Ela não hesitou e conseguiu uma vaga de faxineira. Sentindo-se capaz de avançar foi fazer o curso básico de ensino fundamental e logo em seguida o 2º grau numa escola publica, nesta época já estava com 47 anos. Feliz ao terminar o 2º grau partiu pra curso de enfermagem ali ela percebeu que tinha capacidade pra muito mais. Formou-se enfermeira e chegou ao cargo de enfermeira chefe. Hoje aos 73 anos a aposentada sorri feliz e diz: como foi bom ter procurado pela profissão eu nunca seria feliz sendo apenas costureira.

Nome: Helga
Profissão Advogada e bem sucedida. Idade 55 anos, solteira. "Cansei de minha profissão, havia dias em que não tinha vontade de sair, não tinha mais o pique dos tempos de faculdade, estava trabalhando por obrigação". Vendeu a casa onde morava, trocou de carro por uma caminhonete e comprou um sitio numa cidadezinha e iniciou um curso de jardinagem, em seguida paisagismo e todos os cursos ligados a produção da terra. Aos poucos seu sitio foi tomando forma de um distribuidor de plantas ornamentais. Com a ajuda de um jardineiro morador da pequena cidade foi aperfeiçoando as técnicas aprendidas e lançou-se no mercado fornecedor atacadista. Helga está feliz e levanta-se cedinho disposta a visitar cada planta de seu sitio. Por enquanto nem pensa em aposentadoria sente-se realizada.

Nome: Aparecida
Professora em educação artística, aposentada, 60 anos. Aparecida hoje faz trabalhos em costura matelassê, pintura em telas, e vários tipos de artesanato durante todo ano, ao final do ano expõe seus trabalhos numa feira e a renda é doada a uma instituição. Além destas habilidades que já existiam, Aparecida comprou um pequeno sitio onde está aprendendo a lida com a terra, artista por natureza Aparecida pratica o paisagismo em toda sua plenitude enquanto estuda as composições do solo e suas necessidades (com certeza é uma área bastante ampla). Em Curitiba existe o programa Vida Nova, criado em 2007 coordenado pelo Instituto de Previdência dos Servidores do Município o IPMC projeto que proporciona aos servidores do Município de Curitiba segurança e qualidade de vida na aposentadoria. Neste projeto os aposentados têm um espaço em feiras de artesanato pra expor seus trabalhos a venda.

Nome: Roseli Carta Bressan
Aposentada, Roseli mostra orgulhosa seus tapetes, almofadas e colares. É um jeito que a gente tem de se sentir mais útil, você ocupa sua cabeça e é muito legal quando as pessoas gostam do trabalho que você faz.

O Grupo de Arte Vida Nova, composto por 18 servidores aposentados que expressam seus talentos artísticos em diversas modalidades – óleo sobre tela, acrílica sobre tela, escultura e objetos, recentemente foram convidados a participar, no Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro, de uma mostra que reuniu artistas do Brasil, Portugal, Itália, França, Japão, Canadá, Espanha e Argentina.

E então como você se sente em sua profissão? Está se achando muito idoso pra mudar? Pense nisso!



Inscreva-se para receber atualizações!




Compartilhe esse Post!

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Leia as regras:
Os comentários deste blog são moderados.
Use sua conta do Google ou OpenID.

Não serão aprovados comentários:
* com ofensas, palavrões ou ameaças;
* que não sejam relacionados ao tema do post
* com pedidos de parceria;
* com excesso de miguxês CAIXA ALTA, mimimis ou erros grosseiros de ortografia;
* sem e-mails para resposta ou perfis desbloqueados;
* citar nome de terceiros em relação à apologias, crimes ou afirmações parecidas;
* com SPAM ou propaganda de blogs.

Importante:
* Diferença de opinião? Me envie um e-mail e vamos conversar educadamente.
* Parceria somente por e-mail.
* Dúvidas? consulte o Google!

Obrigada por sua visita e comentário. Volte sempre!
OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog e de sua autora.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML